Nova RGS na Bahia – 02!

Vistorias Regata de Inverno

Prezados boa noite.

Como consequência das ações iniciadas em 29 de abril para correção de algumas distorções nos certificados dos barcos RGS, adotamos algumas medidas e entre elas a vistoria de barcos que disputem a regata em classes RGS, conforme item 2.4.h da Regra RGS.

A primeira experiência se deu na Regata de Inverno – 2ª Regata Cotegipe, tendo como critérios pré-definidos para a escolha, os barcos que, após a apuração, fossem classificados em 1º e 2º lugar na RGS Geral e 1º lugar na RGS Cruiser.

Nessa primeira experiência, as vistorias foram agendadas pelos comandantes e as embarcações vistoriadas nos respectivos Clubes e Marinas. Brevemente as vistorias acontecerão assim que os barcos cruzem a linha de chegada, com critérios de escolha diferentes.

Feitas as vistorias, participamos hoje os resultados das mesmas, bem como a avaliação da Comissão Técnica sobre esses resultados:

  1. Vó Santinha – Vistoria realizada na AVAR, Ribeira, em 24 de maio às 17 horas. Resultado: O barco foi vistoriado na água não tendo sido encontrado qualquer diferença para o certificado. As velas foram apresentadas em terra e após a vistoria ficou constatado que todas as velas utilizadas não estavam medidas e assinadas pela regra RGS ou por qualquer outra aceita pela regra RGS.
  2. Alpha 2 – Vistoria realizada no Saveiro Clube, Ribeira, em 24 de maio às 18 horas. Resultado: O barco foi vistoriado na água não tendo sido encontrado qualquer diferença para o certificado. Algumas velas foram apresentadas ainda a bordo e uma genoa foi apresentada em terra. Todas apresentavam marcações das medidas, embora algumas já não estão facilmente legíveis. Ao comparar com o certificado, todas as velas estão dentro dos limites do certificado.
  3. Sentido’s – Vistoria realizada no AIC, Baía de Aratu, em 29 de maio às 14:30 . Resultado: O barco foi vistoriado na água, não tendo sido encontrado qualquer diferença para o certificado. Todas as velas foram apresentadas a bordo. Apesar de todas estarem reconhecidamente marcadas, essas marcações estão bastante desgastadas.

Como consequência das vistorias esta comissão decide:

  • Desclassificar o veleiro Vó Santinha da Regata por não atender o item 5.2.a e a.6), portando e utilizando velas não medidas. Segundo declaração colhida do comandante da embarcação durante a vistoria, essas foram as velas utilizadas em todas as regatas até aqui. Por essa razão, fica decidida a extensão da desclassificação para todas as Regatas já realizadas em 2019, onde a embarcação tenha sido inscrita como RGS. O barco está ainda declarado como não elegível a qualquer classe RGS até que seja feita medições das suas velas e atualização do seu certificado. Caso essa medição seja feita em outra Regional, esta comissão reserva-se o direito de não permitir a inscrição do barco nas categorias RGS até que seja feita nova vistoria. Até a expressa liberação em contrário, o barco poderá disputar Regatas apenas na classe aberta ou bico de proa.
  • Recomendamos aos veleiros Alpha 2 e Sentido’s que procedam o quanto antes uma nova medição das velas com objetivo de reacender as marcações, facilitando futuras inspeções.

Sendo assim, esta comissão encerra os trabalhos ligados à Regata de Inverno e segue buscando meio de agilizar e aprimorar as vistorias.

Obrigado a todos. Sigamos!

Fabrízio Cruz (Capitão FVOBA), Maurício Sacchi (Vice Capitão) e André Costa (Diretor Técnico)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s